#52em52 - Semana 13

Olá pessoal

Ainda agora terminei a leitura do livro A Rainha Normanda da Patricia Bracewell, um romance de época misturando fatos históricos com ficção...bem gostosinho de ler, curto e a leitura flui bem pra quem gosta do estilo, só me desesperei um pouco pq vi que é uma trilogia e ainnn como demora sempre a sair os outros volumes, mas vamos em frente, que uma hora sai.

Gostei mto da rainha Emma, de sua força e personalidade, bondade e perseverança...
uma menina que aos poucos foi se transformando numa verdadeira rainha e pelo pouco que percebi, exercerá um grande poder na história da Inglaterra.
Já o rei Ethelred, um bananão psicótico, assombrado pelo fantasma do irmão assassinado, um fato que não ficou claro, se ele teve participação nesse assassinio ou não, veremos se nos próximos livros mais alguma coisa é elucidada.

Enfim...vale a pena! boa distração para os amantes do estilo!

A Rainha Normanda - “Patricia Bracewell enriquece o gênero da ficção histórica com um livro altamente interessante.” – Publisher’s Weekly

“A rainha normanda é uma trama repleta de rivalidade política, escândalos da corte e disputas entre membros da nobreza, do clero e da realeza. Fãs de sagas históricas e de enredos românticos vão adorar este livro.” – Library Journal

Em 1002, Emma da Normandia, uma nobre de apenas 15 anos, atravessa o Mar Estreito para se casar. O homem destinado a ser seu marido é o poderoso rei da Inglaterra, Æthelred II, muito mais velho que ela e já pai de vários filhos. A primeira vez que ela o vê é à porta da catedral, no dia da cerimônia. 

Assim, de uma hora para outra, Emma se torna parte de uma corte traiçoeira, presa a um marido temperamental e bruto, que não confia nela. Além disso, está cercada de enteados que se ressentem de sua presença e é obrigada a lidar com uma rival muito envolvente que cobiça tanto seu marido quanto sua coroa.

Determinada a vencer seus adversários, Emma forja alianças com pessoas influentes na corte e conquista a afeição do povo inglês. Mas o despertar de seu amor por um homem que não é seu marido e a iminente ameaça de uma invasão viking colocam em perigo sua posição como rainha e sua própria vida.

Baseado em acontecimentos reais registrados na Crônica Anglo-saxã, A rainha normanda conduz o leitor por um período histórico fascinante e esquecido, no qual fantasmas vigiam os salões do poder, a mão de Deus está presente em cada ação e a morte é uma ameaça sempre à espreita. 

Governando na época compreendida entre o rei Artur e a rainha Elisabeth I, a rainha Emma é uma heroína inesquecível cuja luta para encontrar seu lugar no mundo continua fascinante até hoje.


Bom, é isso por hora, quem sabe mais tarde volto com o último livro lido, afinal são só 1h07 da madruga, rsrs

bjsss

0 comentários:

Postar um comentário