Conversinha - Um amor para recordar

Olá, olha eu aqui na madruga novamente pra fazer mais uma conversinha de um livro lido no dia, obaaa, hoje foram 285 páginas...

Um dos temas do Leitura Mágica desse mês é romance de banca, aproveitei esse Um amor para recordar da Suzanne Enoch e já fica também sendo um dos livros extras da Maratona Literária de Inverno.

Não tem muito o que falar desses romancinhos, pq todos seguem mais ou menos um padrão, uma fluidez de leitura, uma mesma linha...são bons para espairecer, porque não temos que pensar muito, é só seguir o fluxo, rs

Eu ultimamente estou gostando de leituras mais densas, com mais conteúdo, mas é como eu sempre falo, leu, tá valendo! Acho que toda forma de leitura é válida, qualquer livro sempre tem algo a nos acrescentar, seja na riqueza de vocabulário ou nos questionamentos levantados, que nos fazem pensar mais a fundo sobre um determinado assunto ou conceito.

Nesse livro o que me chamou a atenção foi a cobrança, a pressão depositada na personagem principal para corresponder a um pré-determinado modo de agir, viver e se submeter às vontades do pai e familiares, anulando sua personalidade, sua inteligencia e sua liberdade. Quem já não passou por algum tipo de cobrança nesse sentido? Ser o filho que os pais desejam? Fica a deixa...

Um Amor Para Recordar - Inglaterra, 1821 Uma dama de gelo... Um homem sedutor... Uma tórrida paixão! Jack Faraday é nobre, rico e sedutor. Um conquistador inveterado que finalmente encontra um desafio em Lilith Benton. Quando a beldade de cabelos negros e olhos verdes o esnoba em público, Jack jura vingar-se a qualquer custo, fazendo a jovem dama render-se ao seu charme! Tudo que Lilith deseja é um casamento respeitável, com um homem de bem. Por isso, quando Jack tenta seduzi-la, ela se dispõe a ignorá-lo. Mas o acidental envolvimento de ambos num trágico e misterioso episódio os obriga a se tornarem cúmplices na tentativa de recuperar o bom nome... E, de repente, a frieza e o desprezo dão lugar a uma paixão incontrolável! E enquanto o conquistador mais notório de Londres descobre uma súbita necessidade de ser respeitado, a mais respeitada dama de Londres se descobre tentando lembrar o que há de errado com alguns beijos roubados e escapulidas no meio da noite...


Bom, então é isso por hoje. Agora vou descansar e amanhã (ops, hoje mais tarde) começo algum livro novo, ainda não me decidi por qual!

bjsss

<3

0 comentários:

Postar um comentário