#52em52 - Semana 31

Olá pessoal

Hoje terminei de ler o meu primeiro livro da Sandra Brown e não foi um dos seus romances policiais e sim esse livro romance/drama, pelo que sei o único nesse estilo que ela lançou.

Gostei do livro, mas não amei, vi muita gente comentando que tinha chorado muito e tals e eu não chorei nada (devo estar ficando mais durona, será?). Enfim, o livro é muito voltado para um período de crise nos Estados Unidos onde houve uma ajuda do Governo aos rancheiros e criadores de gado que com a grande seca teve seus rebanhos reduzidos, houve muita matança de animais e isso criou todo um apelo emocional nas pessoas, principalmente nos criadores. Gerou muita revolta nas pessoas famintas e flageladas da época pq era proibido aproveitar as carnes desses animais abatidos e tals.

Também retrata a época de grande preconceito e segregação dos negros por lá, aquele lance todo de lugares que negros podiam frequentar e os locais que somente os brancos podiam, uma época bem polêmica também.

O que eu mais gostei no livro foi o menino autista Sollys e o relato do quão pouco se sabia sobre o autismo naquela época, eles eram chamados de sábios idiotas e ninguém sabia como lidar e ou ajudar essas crianças. A personagem da mãe, Ella, foi fantástica e uma mulher a frente de seu tempo, sempre esperançosa de ver seu filho ultrapassar barreiras e ter uma vida relativamente normal.

Queria um pouco mais de romance no livro, mas o sentimento de David e Ella foi intenso, apesar de tão curto e traumático. Quem não quer um final feliz para os seus personagens literários que atire a primeira pedra! heheheh

Valeu a leitura, até porque é um livro de poucas páginas e que não me tomou muito tempo.

Como Água de Chuva - Uma história sobre o amor, o caráter e a compaixão, encenada nos Estados Unidos da época da Grande Depressão. A protagonista é Ella Barron, dona de uma pensão que vive para o trabalho e a criação de Solly, um garotinho fechado em um mundo próprio, que costuma despertar nas pessoa um misto de curiosidade e medo. A chegada de um novo hóspede abala as convicções de Ella, numa trama que trata, com delicadeza e a prosa contagiante de Sandra Brown, de temas como honra, sacrifício, amor e preconceito. 

Bom, é isso por hoje!

<3

Um comentário:

  1. Estou com um policial dela na fila... mas acho que vou acrescentar esse também!

    ResponderExcluir