Conversinha - Damas de honra 10/52

Olá pessoal

Bora começar fevereiro com um livro já lido, kkkk, tá certo que eu realmente o li em janeiro e só terminei agorinha há pouco, mas tá valendooo, que rufem os tambores e bora sambar nos livros nesse fevereiro de Deus!

Quem me conhece sabe que eu simplesmente odeio carnaval e desde que me mudei para Araruama - Região dos Lagos do Rio de Janeiro nao saio nem de casa, pq a cidade fica caótica, supermercados faltando tudo, de carne a coca cola zero! Humpf! Então meus carnavais são literários ou então nas maratonas de seriados (outra coisa que também amo).

Mas vamos ao que interessa! Esse livro é um wedding-lit super super fofo, uma delicia de ler, leve, descontraído e mega fluido. Se você quiser um livro para ser feliz, é uma ótima pedida.

Amei a personagem principal desse livro e principalmente a sua mãe, uma peça, kkkk


Quando Evie Hart aceita ser dama de honra de sua melhor amiga, ela percebe que isso é o mais perto que conseguirá chegar do altar. Até hoje, aos 27 anos, Evie nunca viveu um grande amor.

E, por ironia do destino, todos a seu redor, inclusive sua própria mãe, estão com os dias de solteiro contados. Ela treme só de pensar nos inúmeros casamentos que tem pela frente! Mas sua fobia de relacionamentos pode ter cura. Um convidado especial, que está sempre presente nas cerimônias, é capaz de fazer com que ela queira ser um pouco mais do que dama de honra.

Bom, por enquanto é isso pessoal!

Beijos e bom fevereiro para todos nós...

0 comentários:

Postar um comentário