Conversinha - Um beijo inesquecível 16/52

Olá pessoal

Depois do livro Proibido quis ler algo leve, para sair um pouco daquela tensão toda e relaxar um cadinho, aí peguei Um beijo inesquecível da Julia Quinn - o livro 7 da série os Bridgertons, o livro da Hyacinth...

Confesso que esperava mais da história, afinal ela é a mais autentica de todos os irmãos e eu sinceramente queria cenas inusitadas, constrangedoras e hilárias e terminei o livro frustrada, pois nada disso aconteceu.

Achei o mocinho, Gareth bem fraquinho também, insípido na verdade, não houve um romance arrebatador entre eles, peninha.

Masss...como a intenção era espairecer, o livro serviu ao seu propósito. Nessa série da Julia percebi uma coisa, as histórias não seguem um mesmo padrão de "bom ou ruim", alguns livros são ótimos, outros bem mais fracos...porém, bola pra frente.

Agora terminei os 4 livros iniciados e vou ainda hoje separar o próximo lote de 4, rs (a doida)!

Toda a alta sociedade concorda que não existe ninguém parecido com Hyacinth Bridgerton. Cruelmente inteligente e inesperadamente franca, ela já está em sua quarta temporada na vida social da elite, mas não consegue se impressionar com nenhum pretendente. 

Num recital, Hyacinth conhece o belo e atraente Gareth St. Clair, neto de sua amiga Lady Danbury. Para sua surpresa, apesar da fama de libertino, ele é capaz de manter uma conversa adequada com ela e, às vezes, até deixá-la sem fala e com um frio na barriga.

Porém Hyacinth resiste à sedução do famoso conquistador. Para ela, cada palavra pronunciada por Gareth é um desafio que deve ser respondido à altura. Por isso, quando ele aparece na casa de Lady Danbury com um misterioso diário da avó italiana, ela resolve traduzir o texto, que pode conter segredos decisivos para o futuro dele.

Nessa tarefa, primeiro os dois se veem debatendo traduções, depois trocando confidências, até, por fim, quebrarem as regras sociais. E, ao passar o tempo juntos, eles vão descobrir que as respostas que buscam se encontram um no outro... e que não há nada de tão simples – e de tão complicado – quanto um beijo.

Bom, é isso por hoje pessoal!

Beijos

:)

0 comentários:

Postar um comentário