Conversinha - A amiga genial

Olá pessoal

Eis que terminei mais um livro muito muito bom...pra começar o livro foi um presente de uma amiga querida, a Bella Nine,  só por isso já garrei amor nele, a capa é maravilhosa, mas o conteúdo é que faz toda a diferença...

Elena Ferrante é uma incógnita, visto que ninguém conhece a autora, não sabe se é autora ou autor, existe então um misteriozinho já logo de início, partindo da autoria do livro (e eu particularmente achei o livro meio auto-biográfico) hehehe

Vamos lá, é um romance de formação onde narra a história de duas amigas que moram em um bairro pobre de Nápoles, Itália. Lena e Lila são meio que opostos que se atraem e desenvolvem uma amizade sincera, porém em todo o decorrer do livro temos Lena como narradora e ela nos deixa entrever momentos de inveja e incompreensão envolvendo a querida amiga Lila, é bem uma relação complexa, mas simbiótica ao mesmo tempo. (Acho que só lendo mesmo pra entender melhor isso) rs.

Passamos pela infância dessas meninas, adolescência e início da vida adulta. Lila é sempre a que mais se destaca e a vemos o tempo todo pelos olhos de Lenuccia (Lena) que ama a amiga e está sempre envolvida em sua vida e seus mistérios.

Lena é uma personagem mais corriqueira e normal aos nossos olhos, boa filha, boa aluna, esforçada e comum.
Lila é aquela persongem mais misteriosa e interessante, inteligentíssima, mas que lhe falta oportunidades na vida para ser alguém, para fugir da mesmice e normalidade...e acaba vivendo situações clichês (mas sempre com uma pitada a mais).

Enfim, é um ótimo livro e óbvio quero ler os outros 3 dessa série (série napolitada) de Elena Ferrante.

Fica a dica de uma boa leitura!!!!


A Série Napolitana, formada por quatro romances, conta a história de duas amigas ao longo de suas vidas. O primeiro, "A Amiga Genial", é narrado por Elena Greco e cobre da infância aos 16 anos. As meninas se conhecem em uma vizinhança pobre de Nápoles, na década de 1950. Elena, a menina mais inteligente da turma, tem sua vida transformada quando a família do sapateiro Cerullo chega ao bairro e Raffaella, uma criança magra, mal comportada e selvagem, se torna o centro das atenções. Essa menina, tão diferente de Elena, exerce uma atração irresistível sobre ela.

As duas se unem, competem, brigam, fazem planos. Em um bairro marcado pela violência, pelos gritos e agressões dos adultos e pelo medo constante, as meninas sonham com um futuro melhor. Ir embora, conhecer o mundo, escrever livros. Os estudos parecem a melhor opção para que as duas não terminem como suas mães entristecidas pela pobreza, cansadas, cheias de filhos. No entanto, quando as duas terminam a quinta série, a família Greco decide apoiar os estudos de Elena, enquanto os Cerrulo não investem na educação de Raffaella.As duas seguem caminhos diferentes. 

Mais que um romance sobre a intensidade e complexa dinâmica da amizade feminina, Ferrante aborda as mudanças na Itália no pós-guerra e as transformações pelas quais as vidas das mulheres passaram durante a segunda metade do século XX. Sua prosa clara e fluída evoca o sentimento de descoberta que povoa a infância e cria uma tensão que captura o leitor. 

Bom, é isso por hoje pessoal!

Beijinhos e ate a próxima leiturinha...

<3

Um comentário:

  1. Só me deu mais vontade de ler! Pena que já comprei livro de mais da conta esse mês.

    ResponderExcluir