Conversinha - A princesa Leal

Olá pessoal

Mês passado eu li o primeiro livro da série Os Tudors e esqueci de comentar aqui com vocês, como já postei aqui no blog a conversinha do segundo livro da série, acho justo falar um pouquinho sobre esse primeiro livro também, né?

Catalina de Aragão, princesa espanhola, desde muito pequena prometida ao príncipe da Inglaterra (Artur), cresceu cercada pelas irmãs e em eterna campanha com os pais nas conquistas de reinos que ambos consideravam "impios". A mãe de Catalina, a rainha espanhola Isabel era uma religiosa (católica) fervorosa e abominava todas as outras religiões existentes no mundo e tomou para si a missão de destruir todas que pudesse.

Catalina cresceu então uma menina virtuosa, sabia e erudita e antes de mais nada com a certeza que um dia seria rainha da Inglaterra. Na idade de se casar foi enviada à Inglaterra (afinal essa aliança entre Espanha e Inglaterra era algo importantíssimo para a política entre os países na época) e se casou com o príncipe Artur. Se apaixonou por ele, porém ele morreu logo após casarem e ela ficou em uma situação desoladora por vários anos, mas no leito de morte de Francis prometeu que se casaria com seu irmão caçula e seria sim a Rainha que a Inglaterra precisava.

Após vários anos reclusa e praticamente pobre, foi fiel e leal à essa promessa e enfim conseguiu seu intento e se casou com o príncipe caçula que após o casamento com Catalina passou a se chamar Henrique, ela também abandona o nome espanhol e passa a partir daí a ser chamada Catarina.

Catarina foi uma rainha fantástica, linda, muito inteligente e versada nos assuntos do reino, das guerras e com uma habilidade incrível de moldar o Rei Henrique, um ser mimado e imaturo ao homem que deveria ser.

Super vale a pena ler a história dessa princesa e rainha fenomenal.

Indico.


No imaginário popular, Catarina de Aragão é vista como a rainha desprezada por Henrique VIII, a nobre trocada por Ana Bolena, plebéia da corte dos Tudor. Philippa Gregory, autora de A irmã de Ana Bolena, recria a infância e a juventude da infanta de Espanha. Criada no palácio de Alhambra, em Granada, Catarina fora prometida aos três anos de idade a Artur, príncipe de Gales. No entanto, a morte prematura do jovem após o casamento, fez com que Catarina se unisse a Henrique VIII, irmão mais novo de Artur. A partir de um dos episódios mais singulares da história inglesa, Phillipa Gregory nos oferece uma romance delicioso.

Bom, é isso por hoje pessoal

beijosss

0 comentários:

Postar um comentário